Universo do Cuidado

21. maio 2020

Dicas essenciais para os últimos dias de gravidez

Dicas essenciais para os últimos dias de gravidez

É muito importante atentar-se aos sinais que o corpo manifesta no fim da gestação. E, considerando que a partir da 37ª semana o bebê está formado e apto para nascer, alguns cuidados podem ser colocados em prática para preservar ainda mais a sua saúde e a da criança. Selecionamos três dicas para orientar você nesta reta final, acompanhe!

Atente-se à rotina do trabalho

Como toda gestação varia de mulher para mulher, algumas mamães podem se sentir mais dispostas no ambiente de trabalho do que outras. Entretanto, a partir da 36ª semana, é possível solicitar a licença-maternidade. “Normalmente, as mulheres mais agitadas e dinâmicas preferem continuar trabalhando sentindo os sintomas mais comuns do fim da gravidez, como contrações, inchaço e fadiga. E isso não é contraindicado“, esclarece o ginecologista Rodrigo Hurtado, da Clínica Origen. Caso você opte por continuar sua rotina, o especialista recomenda uma atenção redobrada desde o início do terceiro trimestre.

contagem regressiva gestação - SEPAC

“É muito comum quedas de grávidas em escadas. A articulação se afrouxa e o centro de gravidade se desvia para frente, e isso pode causar estranheza para a mulher. Se ela se desloca muito, é bom se preservar. Sugerimos que ela fique mais ‘preguiçosa’, como subir a escada mais devagar, andar mais devagar dentro da empresa e diminuir o passo nessas últimas semanas“, afirma o ginecologista.

Reduza a intensidade dos exercícios físicos

Caso você pratique atividades físicas desde o início da gestação, não há a necessidade de parar os exercícios. No entanto, é preciso ter mais cautela porque movimentos intensos podem estimular o aumento da contração uterina. O recomendado é reduzir o ritmo e a intensidade das atividades. “Quanto mais a grávida se movimenta, mais contração ela vai ter. Mas se continuar, a chance de entrar em trabalho de parto mais cedo aumenta”, afirma Rodrigo.  Nesse período, dê preferência a atividades mais leves como caminhadas lentas e de curta distância, hidroginástica, pilates, ioga ou meditação.

Fique atenta às contrações 

Conhecidas como falso trabalho de parto ou contrações de treinamento, as contrações de Braxton-Hicks, de acordo com Rodrigo Hurtado, servem para preparar o colo do útero para o trabalho de parto. “Essas percepções de contração no abdômen dão uma laceada no útero e acontecem de forma aleatória e esporádica, mas não são rítmicas“, explica. Segundo o especialista, o que diferencia a contração normal do trabalho de parto é que, se ela se torna previsível e passa a acontecer de 5 em 5 minutos, de 10 em 10 ou de 20 em 20, existe a possibilidade de você estar em trabalho de parto. Portanto, caso perceba que as suas contrações são rítmicas, vá imediatamente para o hospital.

O acompanhamento médico desde o início da gestação até o pós-parto é imprescindível para garantir a saúde da mãe e da criança. Além disso, quando a mulher sabe identificar as transformações da reta final da gravidez, é possível garantir o bem-estar da mãe e do bebê.

Leia também: Estilos para a decoração do quarto do bebê

O Universo do Cuidado é um canal de informação da empresa SEPAC. Neste espaço, compartilhamos conteúdos sobre cotidiano, família, bem-estar e muito mais.

Acesse nosso site: www.universodocuidado.com.br/

1 comentário

  • Maria Aparecida

    junho 10, 06 2020 09:15:51

    Sou mãe de segunda viagem e estou cm 7 meses e sinto vontade de fazer tudo não consigo ficar parada

Deixar um comentário