Universo do Cuidado

09. novembro 2018

Brincar é essencial

Brincar é essencial

Brincar é fundamental para o desenvolvimento infantil no âmbito social, emocional, físico e cognitivo da criança. É a maneira de o pequeno aprender sobre o mundo em que vive e sobre seu corpo.

Exploração

O principal objetivo da brincadeira é explorar, e para uma criança pequena tudo é experimento. A partir do primeiro ano de vida, as brincadeiras deixam de ser tão concretas e passam a ser mais imaginativas e complexas. Elas servem para compreender sentimentos e valores, assim como para desenvolver habilidades e qualidades como independência, criatividade, curiosidade e capacidade de socializar e solucionar problemas.

Por meio da brincadeira, é possível introduzir os valores fundamentais para a vida futura, como honestidade, responsabilidade, lealdade, companheirismo e persistência.

Tipos de brincadeira

 

  • Brincadeira social

Brincadeira social

A interação com outras pessoas, especialmente com os pais, é muito importante no primeiro ano de vida da criança. Os bebês mais novinhos gostam de sorrir, gargalhar e observar, enquanto os mais velhos gostam de brincadeiras como “Cadê? Achou!” e de músicas interativas.

  • Brincadeira com objetos

Os bebês com idade entre 4 e 10 meses adoram interagir com todo tipo de objeto, seja para bater, jogar, empurrar ou colocar na boca. Por isso, os brinquedos para essa idade devem ser grandes e higienizados com frequência.

  • Brincadeira de representação

As crianças com 1 ano adoram imitar os adultos. Portanto, irão brincar de falar ao telefone, cozinhar, dirigir e varrer, entre outras atividades.

  • Brincadeira simbólicas

Por volta dos 2 anos, as crianças costumam usar muita imaginação para criar coisas. Uma caixa de sapato pode se transformar em um ônibus, por exemplo.

  • Encenação de papéis

Crianças com cerca de 3 anos revelam suas qualidades de atuação representando diversos papéis: de médico, de professor, de super-herói…

 

Tornando a brincadeira mais educativa

Lembre-se que brincar é se envolver em uma atividade divertida com pessoas, objetos ou movimentos e não precisa necessariamente de um brinquedo. Pensando nisso, confira algumas dicas para tornar esse momento mais especial.

  • Companhia

Companhia para brincar

Para a criança, sempre que ela tiver a sua companhia, a atividade será muito mais prazerosa e divertida. Portanto, procure quando possível sentar no chão para brincar com ela. Além disso, você pode aproveitar o momento para conversar com a criança e ajudá-la a desenvolver a linguagem.

  • Brincadeira novas

Uma brincadeira nova exige energia extra do pequeno. Por isso, só proponha uma atividade nova quando ele estiver de bom-humor, com a barriguinha cheia e o sono em dia. Essa é a hora perfeita para brincar!

  • Brincar sozinho ou com outras crianças

Brincar sozinho ou com outras crianças

Deixe o pequeno decidir se quer brincar sozinho ou com outras crianças. Afinal, as duas atividades são benéficas ao desenvolvimento e, dependendo da personalidade da criança, pode ser que ela prefira grupos pequenos ou brincar sozinha.

 

Veja também: Raças de cachorro que adoram crianças

O Universo do Cuidado é um canal de informação da empresa SEPAC. Neste espaço, compartilhamos conteúdos sobre cotidiano, família, bem-estar e muito mais.

Acesse nosso site: www.universodocuidado.com.br/

2 Comentários

  • Valeska

    novembro 12, 11 2018 10:56:41

    Adorei

  • Valeska

    novembro 12, 11 2018 10:57:16

    Adorei

Deixar um comentário