20 agosto 2018

Como fazer compostagem em casa

Como fazer compostagem em casa

Com os olhos voltados para a preservação do meio ambiente, adotar medidas para ter uma casa mais sustentável é o ideal. Por isso, a compostagem tem conquistado cada vez mais adeptos. Mas o que é este processo?

A compostagem doméstica nada mais é do que o reaproveitamento dos alimentos da cozinha. Ela transforma resíduos orgânicos em adubo de qualidade que pode ser utilizado para cultivar temperos em uma horta vertical e em qualquer outro tipo de plantação, com a ajuda de minhocas. Estima-se que com essa prática uma família pode reduzir mais de 70% do lixo gerado no dia a dia. Com a compostagem é possível reaproveitar restos e cascas de frutas e verduras, borra de café – também utilizada para fazer sabonete de café -, poda de grama, folhas secas, entre outros. Confira a seguir como fazer uma composteira doméstica.

Compostagem doméstica

Para começar, você precisará de três recipientes. Existem diversos modelos no mercado. Os mais utilizados são as caixas plásticas ou baldes. É necessário que sejam opacas, para não entrar luz, e empilháveis. As duas caixas de cima terão função digestora e a de baixo, coletora.

Caixa 1: fica no topo e deve ter furos pequenos na tampa e no fundo.

Caixa 2: fica no meio e deve ter furos pequenos na tampa e no fundo.

Caixa 3: fica embaixo e serve como caixa coletora para o chorume orgânico. Essa caixa deve ter furos apenas na tampa, e pode conter uma torneira para a saída do líquido.

Na caixa 1, adicione terra com minhocas vermelhas californianas – essa espécie é utilizada devido à sua boa resistência e adaptação ao sistema de compostagem. Despeje o conteúdo orgânico no canto da caixa para iniciar o processo de compostagem. Coloque por cima um pouco de folhas secas. É importante que os restos de alimentos sejam adicionados picados – para facilitar a decomposição – e de forma gradativa – para que as minhocas se acostumem com o processo.

Quando a caixa 1 estiver cheia, troque-a de posição com a caixa 2 e recomece a compostagem. Assim que o procedimento estiver funcionando, a caixa 3 começará a coletar um líquido escuro, que deve ser retirado semanalmente para não produzir odores ou toxinas que podem eliminar as minhocas.

Composteira

Fonte:  Projeto Composta São Paulo 

Dicas rápidas e importantes:

  • Minhocas têm dificuldade de digerir alimentos como carnes, laticínios, alimentos temperados, massas, arroz e outros.
  • Evite os alimentos ácidos. Deixe secar as cascas de limão, laranja e abacaxi antes de irem para a composteira.
  • Sempre que adicionar novos restos de comida, mexa o composto. A oxigenação é importante para ter minhocas saudáveis e para o bom funcionamento do sistema.
  • A composteira não deve exalar odores. Se este for o caso, algo de errado está acontecendo no processo. Pode ser que você esteja colocando alimentos demais para as minhocas ou que esteja faltando mexer mais o composto para oxigená-lo.
  • Cerca de 60 dias depois, o húmus já está pronto para ser utilizado como adubo. Para retirá-lo da caixa, deixa-a aberta na luz do dia e espere até que as minhocas desçam. Retire o húmus superficial e espere mais alguns minutos para recolher mais uma camada.
  • O adubo e o chorume orgânico podem ser utilizados nas plantas ou hortas caseiras, já que existem muitos alimentos que podem ser replantados. O resultado é surpreendente!
  • Algumas minhocas podem morrer, mas isso é normal. Elas se multiplicam sozinhas e são capazes de controlar a quantidade necessária de minhocas dentro da composteira.
Dicas rápidas sobre compostagem

Veja também: Suculentas: como cultivá-las?

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário