13 agosto 2019

Técnicas que estimulam o cérebro a pensar de forma positiva

Técnicas que estimulam o cérebro a pensar de forma positiva

Pensar de forma positiva pode ser encarado como um exercício diário. Isso porque o cérebro tende a economizar energia, como um “modo de sobrevivência”, evitando o gasto de substâncias como dopamina, serotonina e ocitocina, responsáveis por sensações prazerosas e de felicidade.

Os hormônios, liberados em pequenas quantidades, são rapidamente metabolizados, e isso motiva a mente a buscar medidas que os estimulem, o que se torna mais difícil durante o período noturno, devido a um desgaste natural.

A boa notícia é que, segundo uma pesquisa da Universidade de Duke, na Carolina do Norte, 40% das ações diárias são hábitos automáticos e dispensam grandes decisões. Ou seja, é possível construir tais hábitos de forma que sejam espontaneamente benéficos. Para exercitar os pensamentos positivos, confira as dicas abaixo.

Seja realista

Ser realista auxilia no controle das emoções e atitudes, requisito necessário para manter-se estimulado e escolher bem os próximos passos. Isso só é possível aumentando o círculo de positividade. Você pode começar incluindo três gatilhos na sua rotina durante 45 dias, por exemplo:

  1. Ao sentar-se à mesa do café da manhã, pense em algo que traga sentimento de gratidão.
  2. Logo ao acordar, olhe para uma foto que o deixe feliz.
  3. Antes de dormir, com o corpo já relaxado, pense em uma coisa boa que possa ter acontecido durante o seu dia.

Pratique gentilezas

Pratique gentilezas - SEPAC

Uma pesquisa feita por Sonja Lyubomirsky, professora do departamento de psicologia da Universidade da Califórnia, Riverside, e autora do best-seller “The How Of Happiness: Uma abordagem científica para conseguir a vida que você quer”, concluiu que atos de gentileza geram gatilhos de felicidade para quem os pratica. Isto é, ser gentil com alguém traz benefícios a ambas as partes.

Use seu dinheiro em boas experiências

Técnica para pensar positivo - SEPAC

Michael Norton, professor de Harvard e coautor do livro “Happy Money”, afirma que compras em geral não deixam ninguém mais feliz. O que traz esse sentimento está ligado a pessoas e à conexão entre elas, como shows, atividades esportivas, eventos gastronômicos e experiências que enriqueçam as relações sociais.

Leia também: 8 competências essenciais para desenvolver até 2020

Fonte: Forbes / Forbes 2

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário