29 novembro 2018

Luz natural melhora desempenho de 70% dos colaboradores

Luz natural melhora desempenho de 70% dos colaboradores

O desenvolvimento tecnológico, as mídias sociais e o boom do pensamento “startup” trouxeram à tona um aspecto pouco discutido até a virada do século XXI: o ambiente e a estrutura física do local de trabalho. No entanto, antes de pensar em mesas ergométricas, happy hours semanais, locais para cochilar ou iniciativas como “traga o seu cachorro para o trabalho”, é preciso se certificar de que os aspectos básicos sejam pensados para o bem-estar, e consequentemente o desempenho, dos colaboradores. Isso inclui água, ar puro e luz natural para iluminar o ambiente.

Uma pesquisa chamada “A experiência dos funcionários no escritório do futuro” entrevistou 1.614 colaboradores norte-americanos e descobriu que acesso à luz natural e visão para a rua vêm antes na lista de prioridades do que refeitórios no local, academias de ginástica e privilégios, como creches no escritório. Mais de um terço deles afirma que não tem acesso suficiente à luz natural no trabalho. Veja outros dados:

78% dos funcionários dizem que o acesso à luz natural e visão para a rua melhoram seu bem-estar

70% relatam um melhor desempenho no trabalho quando têm acesso à luz natural e visão para a rua

Um outro estudo sobre condições do ambiente de trabalho nos Estados Unidos, realizado pela Gallup, mostra que mais da metade dos colaboradores define bem-estar como “muito importante” para si próprios, na hora de escolher a empresa para qual trabalhar. Equilíbrio entre trabalho e vida pessoal ficou em segundo lugar.

Isso mostra que, quando são atendidos os aspectos do bem-estar dos colaboradores, inclusive aqueles da sua vida pessoal, seja preservando seus momentos de descanso ou incentivando o estudo, as pessoas se envolvem e se engajam mais, melhorando o desempenho individual.

O estudo “A Experiência do Funcionário” levantou que, para 73% dos trabalhadores entrevistados, quanto mais tempo usando tecnologias, maior o desejo por uma pausa visual, uma caminhada ou uma janela por onde se possa enxergar a rua.

Além disso, uma pesquisa do Dr. Alan Hedge, da Universidade de Cornell, reforça a conexão entre a luz natural e o bem-estar e saúde dos colaboradores. Os que trabalham em escritórios com luz natural relatam queda de 63% de dores de cabeça, 56% de sonolência e 51% de fadiga ocular.

Luz natural e o bem-estar e saúde dos colaboradores

Exemplos

Baseadas nestes estudos, muitas companhias passaram a recriar seu ambiente de trabalho e a considerá-lo uma ferramenta de recrutamento.

Em Curitiba, a SEPAC tem sede no primeiro Green Building do sul do Brasil com certificação internacional SELO LEED Gold for Core and Shell. O edifício Mariano Torres Corporate  possui ecotelhado, parede verde na fachada frontal com espécies nativas, janelas panorâmicas, sistemas de captação de água da chuva, de reutilização de materiais e de economia de energia.

Fora do Brasil, uma grande empresa de comércio eletrônico criou uma sede no centro de Seattle que é uma verdadeira floresta, com mais de 40.000 plantas. O espaço tem a premissa de que luz natural, vida verde e atividades saudáveis como caminhar, por exemplo, reduzem o estresse dos colaboradores e aumentam a satisfação no trabalho.

Floresta em Seattle

Empresa de eletrônicos nos EUA

Outro exemplo vem do setor de serviço de hospedagem. Em vez das estações de trabalho sem janelas, comuns aos SACs e teleatendimentos, a central foi planejada para ser um ambiente aberto, com acesso à luz natural e visão das redondezas, com sofás espaçosos, mesas para trabalhar em pé e tecnologia sem fio substituindo as mesas enfileiradas e telefones presos ao aparelho.

Mais impressionante ainda é o que fez uma grande companhia em seu escritório em Salt Lake City, Utah. Este possui uma visão panorâmica da cidade através de 9 mil metros quadrados de janelas inteligentes que se adaptam para otimizar a luz natural, permitindo um ambiente de trabalho mais criativo.

O cuidado com o acesso à luz natural é tão importante que alguns países da União Europeia já definem a proximidade a janelas como regra do seu Código Nacional de Construções.

Mais do que isso, empregadores começam a reconhecer que o ambiente de trabalho é parte da experiência dos colaboradores e uma ferramenta fundamental para atrair, engajar e reter os melhores talentos.

O relatório “A experiência dos funcionários no ambiente do futuro”, por fim, aponta três aspectos que precisam ser levados em consideração pelos gestores, na hora de planejar, projetar e escolher o local de trabalho.

– Enxergue o escritório sob a perspectiva dos colaboradores;

– Escute seus colaboradores para entender que tipo de ambiente de trabalho procuram;

– Pense em criar um espaço ideal para todos — do alto escalão à linha de frente.

Fonte: Harvard Business Review Brasil

 

Leiam também: Diversidade de colaboradores é fundamental no universo corporativo

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário