23 Abril 2019

Criatividade: o pilar para um bom planejamento estratégico

Criatividade: o pilar para um bom planejamento estratégico

As ferramentas analíticas são essenciais para entender os cenários competitivos e avaliar como as empresas podem utilizar melhor seus recursos e competências. Todavia, para romper as formas convencionais de pensar, os profissionais precisam aprender como gerar estratégias inovadoras.

Segundo a Harvard Business Review,

“É preciso fornecer ferramentas explicitamente projetadas para estimular a criatividade”.

Materiais que abordam a criatividade estratégica

Como os estrategistas realmente pensam: aproveitando o poder da analogia

Neste artigo, Giovanni Gavetti e Jan W. Rivkin falam sobre o uso de analogias para criar novos modelos de negócios. A qualidade do pensamento é um fator-chave para o sucesso da estratégia de uma empresa. Na maioria das vezes, os líderes estão imersos nas especificidades da estratégia, dando enfoque aos números, custos e métricas. No entanto, os autores defendem que é possível agregar valor estratégico com a compreensão de seus próprios processos de raciocínio. Diante desta oportunidade fora do convencional, o profissional torna-se cada vez mais capacitado para usar os insights cognitivos dentro de uma estratégia analítica.

­­Smarter Faster Better

Autor do best-seller “O poder do hábito”, Charles Duhigg fala sobre a introdução de “distúrbios” criativos cuidadosamente escolhidos nos processos de trabalho para estimular um novo pensamento. O livro aborda oito conceitos-chave de produtividade, que vão de motivação e estabelecimento de metas a foco e tomada de decisões. Também analisa o cotidiano das pessoas mais produtivas e empresas de sucesso com base nas descobertas mais recentes em neurociência, psicologia e economia comportamental.

O que essas abordagens têm em comum?

O objetivo de mover a estratégia para além dos insights fornecidos por métricas. As abordagens se inspiram mais em como os processos de pensamento funcionam do que em como indústrias ou modelos de negócios são estruturados. Por essa razão, podem ajudar os profissionais a fazer o salto criativo além do que já existe para inventar uma maneira genuinamente nova de fazer negócios.

Criatividade para um bom planejamento estratégico - SEPAC

Como começar a implementar a mentalidade criativa no processo estratégico

Adam Brandenburger, PHD em estratégia de negócios, pesquisas em teoria dos jogos e teoria da informação, criou 4 formas de estimular a criatividade na estratégia. Confira.

Contraste

O estrategista deve identificar e desafiar as suposições que sustentam o status quo da empresa. Essa é a maneira mais direta e frequentemente mais poderosa de reinventar um negócio.

Combinação

Steve Jobs disse que a criatividade é “apenas conectar as coisas”. Diversos movimentos inteligentes de negócios vêm da vinculação de produtos ou serviços que parecem independentes ou até mesmo em tensão uns com os outros.

Criatividade_Combinação - SEPAC

Restrição

Analisar as limitações de uma organização e considerar como elas podem realmente se tornar pontos fortes.

Contexto

Refletir sobre como um desafio semelhante ao seu foi solucionado, em um contexto totalmente diferente, pode tornar-se uma poderosa maneira de gerar insights surpreendentes.

Fonte: Harvard Business Review

Leia também: Como aliar os objetivos financeiros da empresa com impacto social?

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário