24 janeiro 2019

Veja 6 atividades para aprender em 20 horas

Veja 6 atividades para aprender em 20 horas

O primeiro texto sobre como aprender uma nova habilidade em 20 horas abordou o método de Josh Kaufman e explicou como “aprender a aprender”, o que será a base para qualquer outro estudo.

Para entender como funciona na prática, veja estas 6 atividades básicas e, ao mesmo tempo, fundamentais para o desenvolvimento de qualquer pessoa, e como é possível aprendê-las em 20 horas de prática inteligente.

Escrita

Como qualquer habilidade que se pretende dominar, aprende-se fazendo. No caso da escrita, o segredo é publicar.

Quando outras pessoas podem ver seu trabalho, isso incentiva a busca pelo melhor e requer responsabilidade. Receber feedbacks é importante também, e melhorar com base neles, mais ainda.

Crie um blog ou publique nas redes sociais, mas o faça regularmente. Publique mesmo quando não estiver satisfeito com o resultado.

Escrever ajuda a definir a própria “voz”, a ter clareza sobre quem você é e quem quer se tornar. A atividade melhora a comunicação oral, o debate de ideias e o poder de argumentação.

Falar em público

Comece praticando com pessoas com quem você se sente confortável, e fale sobre assuntos do seu real interesse – isto afasta o nervosismo.

Reconheça que a primeira vez não será perfeita. Tome notas das reações não verbais das pessoas e observe o nível de interesse em cada frase.

Fazer um discurso bem-sucedido em público constrói confiança e melhora a oratória e o poder de convencimento.

Meditação

Meditação

Para iniciantes, o mais indicado é a meditação guiada, que ensina a orientar os pensamentos com mais clareza e a ter consciência de como o corpo e a mente se sentem.

Persista, pois este processo é mais exigente. Medite pelo menos uma vez por dia durante no mínimo 10 minutos.

É importante, também, praticar em um local com silêncio e privacidade, sem perturbações.

Meditar reduz o estresse, aumenta a produtividade e melhora a qualidade do sono, a concentração e o foco. Além disso, permite ter mais consciência sobre as emoções, o corpo e a mente.

Bons hábitos

Um hábito se cria a partir da repetição de uma ação, que gera uma recompensa, que se transforma em estímulo para continuar. Porém, é preciso buscar rotinas de fato benéficas à saúde e ao cotidiano.

Para isso, é necessário sempre estar atento aos hábitos, buscando entender seu papel e relevância. Mais do que pensar sozinho, vale compartilhar com alguém próximo sua experiência, de forma regular, como se estivesse reportando suas atividades. Isso ajuda a enxergar o hábito de maneira mais objetiva, menos passional.

Quando os hábitos trabalham em favor de cuidar de si mesmo, é possível ver as mudanças positivas.

Negociação

A negociação ideal é aquela em que todos ganham. Desenvolver a habilidade de tornar a situação vantajosa para todas as partes é uma das competências essenciais para o futuro.

No dia a dia, em praticamente todos os momentos, acontecem negociações: onde almoçar, que caminho fazer, que decisão tomar, que projeto aprovar. Pratique a negociação nas coisas mais simples, coloque atenção na situação exposta e busque, mesmo nos momentos aparentemente pouco relevantes, a opção que seja “ganha-ganha”.

Pensamento matemático

Aprender o pensamento matemático, que vai além da lógica, pode ser feito como era na escola: praticando exercícios de amostra. A diferença, agora, é que você está estudando porque de fato quer, ciente dos benefícios que terá.

Desenvolver a mente através do pensamento matemático aumenta as habilidades analíticas e de raciocínio, permite tomar decisões mais embasadas e melhora a eficiência e a produtividade.

Fonte: Medium – Danny Forest

 

Leia também: Como aprender uma nova habilidade em 20 horas?

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário