18 janeiro 2019

5 passos para construir relações de confiança no trabalho

5 passos para construir relações de confiança no trabalho

A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Contudo, é algo que precisa de tempo, exige que as pessoas deem o de melhor si para que, aos poucos, a confiança seja conquistada com ações e comportamentos.

No ambiente de trabalho, uma boa relação cria espaço para cooperação, comprometimento, ideias inovadoras, superação das diferenças e uma comunicação mais efetiva. Tudo isso aumenta a satisfação e, consequentemente, melhora a produtividade e os resultados.

Além do tempo, especialistas definiram alguns pilares que sustentam as relações de confiança no âmbito profissional:

Honestidade, integridade e coerência

Para que um indivíduo confie e se comprometa com alguém, é preciso que acredite no outro. Segundo a coach Thirza Reis, a relação de confiança só pode ser estabelecida no terreno da sinceridade.

Ser honesto, porém, não é sinônimo de falar o que der vontade. Pratique estes aspectos sempre tomando cuidando com a forma de se dirigir a outra pessoa.

Competência técnica

Em uma relação de confiança, ambos precisam acreditar que a outra pessoa é capaz de realizar as atividades e funções delegadas a ela. É fundamental que haja confiança do gestor na capacidade técnica e no comprometimento da sua equipe, e vice-versa.

Compaixão e empatia

A compaixão é o compadecimento e a busca para tentar melhorar a situação de alguém. Já empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro. Ambas são qualidades fundamentais em qualquer relação, mas também dentro das organizações.

A partir destes pilares, estudiosos como Thirza Reis e Eduardo Shinyashiki criaram uma sequência de passos que auxilia na consolidação de relações de confiança no ambiente de trabalho. Confira.

Compaixão e empatia

1º – Seja claro e construtivo na comunicação

No ambiente de trabalho, respeito e sinceridade são imprescindíveis, principalmente na comunicação. É preciso evitar “ruídos” e a possibilidade de ser mal interpretado, seja entre colaboradores ou entre gestores e equipe.

É necessário ser claro e sincero, sem perder o cuidado com as palavras e com o sentimento do outro. Chamar a atenção de alguém, por exemplo, pode ser feito de forma construtiva, com tato, e mesmo assim transmitindo o que é necessário.

2º – Tenha compromisso com o resultado

Uma relação de confiança se estabelece, também, a partir do comprometimento com os resultados. Para confiar em alguém, é preciso que se reconheça nesta pessoa o mesmo empenho e dedicação para melhorar os resultados.

3º – Apoie e coopere

O processo de criação e fortalecimento da confiança no ambiente de trabalho passa, invariavelmente, pelo apoio, pela ajuda e pela cooperação. Quando você presta auxílio a alguém, dá sustentabilidade e suporte a toda a equipe.

Apoie e coopere

4º – Compartilhe 

Outra questão fundamental é compartilhar conhecimento, experiências, informações, dados e tudo o que puder estimular o desenvolvimento da outra pessoa, assim como receber o que o outro tem para oferecer. É uma forma de demonstrar que você tem confiança e que também merece respeito.

5º – Seja flexível

Por fim, é preciso ser flexível para enfrentar mudanças e compreender as diversidades e os diferentes pontos de vista. Segundo Thirza Reis, uma relação de confiança madura não se baseia em “confio em você porque sei que nunca irá falhar”. Pelo contrário, é aquela que sabe existe a possibilidade da falha e que busca o caminho da sinceridade e da conversa para resolver as situações.

Fonte: Revista Exame

 

Leia também: Como utilizar o WhatsApp no ambiente de trabalho

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário