11 Abril 2019

3 atitudes para acompanhar as evoluções do mercado

3 atitudes para acompanhar as evoluções do mercado

Inovação e transformação são conceitos que, hoje, não servem apenas para nomear grandes mudanças ou disrupções da sociedade. Mais do que isso, estes conceitos fazem parte da estrutura do pensamento atual: inovar é algo que tem se buscado a cada novo passo, estudo, produto ou estratégia. E, com isso, transformações ocorrem a todo instante, em uma evolução quase permanente.

No mercado de trabalho, as mudanças tecnológicas e digitais intensificaram este processo. Profissões estão surgindo, outras tornam-se obsoletas e a maioria sente este processo de inovação contínua no cotidiano.

Aos profissionais, diante deste quadro, resta estarem atentos, buscando ao máximo acompanhar o ritmo das transformações. Segundo a especialista em tendências de trabalho e futurista Elatia Abate, para que se tenha a capacidade de observar o contexto e acompanhar o ritmo das transformações, os profissionais precisam ter 3 atitudes: uma nova mentalidade que priorize conquistas de mais resiliência, procura por capacitação e atualização profissional e uma maneira colaborativa de trabalho.

Conquistas mais resilientes

Para a especialista, das três, esta é a atitude mais desafiadora e mais importante neste processo. Por receio, muitas vezes as pessoas preferem ficar onde estão.

Por outro lado, quando se sabe que a mudança irá nos aproximar do que queremos, tornando as coisas mais fáceis, a tendência é buscar ter resiliência, ser mais flexível e se adaptar melhor.

Experimentar outras situações, lidar com o desconhecido e tonar-se um aprendiz constante são formas que a especialista indica para fortalecer a própria resiliência.

Atitudes para acompanhar as evoluções do mercado - SEPAC

Capacitação e atualização

Se estes aspectos sempre foram importantes, mesmo em épocas em que a velocidade das transformações do mercado de trabalho era mais lenta, hoje em dia buscar capacitação, especialização e atualização profissional é primordial. Deve-se aprender novas atividades e desenvolver outras habilidades.

Além do aprofundamento em algum tema ou área, acompanhando as transformações que ocorrem dentro de cada profissão, o mercado também procura pessoas que atuem de forma mais ampla, trazendo conhecimentos de diversos campos.

Trabalho colaborativo

O terceiro aspecto abordado por Elatia Abate, também fundamental para acompanhar as transformações mercadológicas, é criar ou melhorar a capacidade de trabalhar colaborativamente. A velha máxima de que duas cabeças pensam melhor do que uma está realmente sendo levada em conta pelas empresas.

A integração de diferentes áreas e colaboradores, assim como a capacidade de dialogar com diversos setores, faz com que os projetos sejam estruturados de forma mais completa, os debates de ideias sejam mais ricos e a solução de problemas seja mais ágil e criativa.

Fonte: Exame

Leia também: 5 dicas para se comunicar de maneira mais eficaz

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário