21 Fevereiro 2020

PANCs: o que são e quais cultivar em casa?

PANCs: o que são e quais cultivar em casa?

A sigla PANC se refere às Plantas Alimentícias Não Convencionais. Em outras palavras, são plantas que podem ser perfeitamente consumidas, mas que as pessoas não têm o hábito de comê-las ou cultivá-las. Saiba como cultivar PANCs e porque elas são ideais para a sua alimentação.

As PANCs podem ser encontradas em diversos lugares, como praças, hortas, jardins, canteiros de rua e até em plantas ornamentais. Embora pareçam apenas plantas de decoração ou, simplesmente mato, elas são extremamente nutritivas, e podem servir de alimentos assim como as saladas comuns.

Só no Brasil, há pelo menos 3 mil espécies de plantas alimentícias reconhecidas e catalogadas, porém, 90% dos alimentos consumidos vêm de apenas 20 tipos de plantas! Ao levar esses dados para a escala global – que tem 10% de flora comestível – compreende-se que a população consome apenas 1% desse número.

Por que consumir?

As PANCs fazem parte da alimentação de povos indígenas e rurais há séculos, mas com a urbanização, as culturas foram diminuindo e tornando-se limitadas. Essas plantas não contêm agrotóxicos nem aditivos químicos, e são ricas em proteínas e outros nutrientes. Saiba quais são as plantas mais cultivadas e como cultivar PANCs em casa.

Ora-pro-nóbis

Muito utilizada como cerca viva, esta planta é uma fonte rica em fibras, proteínas e vitaminas. Ela auxilia na regulação dos intestinos, promove a imunidade e a sensação de saciedade. Você pode utilizar as folhas e o caule para fazer saladas, refogados, omeletes, molhos e sucos. Se desejar plantar em um vaso, pegue um ramo lenhoso e saudável da ora-pro-nóbis e retire da planta mãe. Em seguida, corte o ramo em pedaços de cerca de 40 centímetros. Remova as folhas dos primeiros 15 centímetros do ramo e enterre-o. Regue o vaso e mantenha em meia sombra.

Taioba

Exotic edible plant leaves  (Xanthosoma sagittifolium) called taioba in Brazil in white background

Esta planta de sabor suave é rica em vitamina C, portanto, previne gripes, melhora a visão, auxilia nas funções intestinais, fortalece a imunidade e atua na prevenção de doenças como a anemia e a osteoporose. Para cultivá-la, é importante saber que a taioba deve ficar, preferencialmente, em solo arenoso e úmido. Pode ser plantada em vasos a partir de 5 litros, utilizando terra reciclada de outras culturas. Certifique-se de que o vaso tenha uma boa drenagem. A taioba não é facilmente encontrada em feiras e mercados, por isso, você pode adquirir um tronco da planta pela internet e plantá-lo inicialmente.

Beldroega

É uma das PANCs mais fáceis de encontrar. Pode ser consumida cozida ou crua, e tem propriedades medicinais muito vastas: é a planta com maior fonte de ômega-3 conhecida, e possui propriedades diuréticas, analgésicas e anti-glicêmicas. Como costuma crescer espontaneamente em cenários urbanos, a beldroega não carece de muitos cuidados específicos para ser cultivada em casa. Ela também interage bem com outras plantas, portanto, não há necessidade de ser exclusiva em um terreno. Se preferir, pode cultivá-la facilmente em um vaso simples.

Dente-de-leão

Flying dandelion seeds,  macro abstract

Você já viu a delicada planta cujas sementes voam ao ser soprada? É a dente-de-leão. O consumo auxilia a digestão e é recomendado para tratamentos do fígado. O chá também é um excelente diurético e é usado para abrir o apetite. Para plantar em um vaso, compre sementes da flor em um local de confiança, cubra-as com terra e regue até que fique úmida. O vaso deve ter, no mínimo, 30 centímetros de altura, pois a raiz cresce bastante.

Use a criatividade e passe a cultivar PANCs em sua casa. Você se beneficia dos nutrientes das plantas e ainda amplia as possibilidades no cardápio do dia a dia.

Leia também: Hortoterapia: o que é e os benefícios

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário