27 maio 2019

O mundo do churrasco

O mundo do churrasco

Apesar do churrasco ser uma paixão brasileira, há diferentes formas de prepará-lo ao redor do mundo. Confira abaixo:

África do Sul

“Braai” é tanto a carne grelhada sul-africana como o evento que as pessoas organizam para consumi-lo. No país, as bases do churrasco são a carne de cordeiro e a boerewors, uma salsicha fresca bastante popular na região.

Argentina

A famosa “parilla” é preparada em uma grelha suspensa que impede a gordura das carnes de cair na brasa. Além disso, cortes como asado de tira e bifes ancho e de chorizo são deixados no calor por tempo suficiente para a carne criar uma camada tostada. Batatas fritas e molho chimichurri são acompanhamentos clássicos.

Coreia do Sul

O mundo do churrasco - Coreia do Sul - SEPAC

Servido acompanhado de legumes, arroz, batatas assadas e shimeji, o bulgogi (ou “carne ao fogo”, em tradução livre) é feito com tiras de carne marinadas no molho de soja, cebolinha e gergelim.

Estados Unidos

As churrasqueiras a bafo são bastante comuns no norte dos Estados Unidos. Nelas preparam-se hambúrgueres, salsichas e linguiças. Entre os acompanhamentos estão salada de batata com maionese e coleslaw, uma salada de repolho que também leva maionese, além de cenoura e uva-passa.

O mundo do churrasco - Estados Unidos - SEPAC

No sul do país, o churrasco pode ser mais elaborado. São preparadas carnes em cortes maiores, temperadas no dia anterior e assadas lentamente, servidas quando estão quase se desmanchando. É o caso das ribs (costelinhas de porco) e do t-bone steak, que tem um osso em forma de “T” separando dois tipos de corte: contrafilé e filé-mignon.

Havaí

Chamado de “kalua”, ou “cozinhar em forno subterrâneo”, a base do churrasco havaiano é a carne de porco feita no “imu”, espécie de forno instalado no chão, posteriormente coberto com folhas de bananeira.

Japão

O mundo do Churrasco - Japão - SEPAC

A versão japonesa mais próxima do churrasco brasileiro é o yakitori, um espetinho de frango grelhado ou com legumes, bastante popular entre as comidas de rua.

Nova Zelândia

O “hangi” é uma herança da tribo aborígene maori. No país, carnes e vegetais são embalados em folhas e cozidos embaixo da terra, aproveitando o calor de pedras aquecidas.

Uruguai

No churrasco uruguaio, além das carnes, embutidos e miúdos também fazem sucesso. É o caso da morcilla, feita com sangue e especiarias, e do chinchulín, intestino de boi consumido apenas com sal e limão. Os alimentos são preparados em uma grelha e o fogo é mantido com lenha.

Veja também: Churrasco: 5 carnes nobres que podem substituir a picanha

A SEPAC está há 43 anos no mercado, oferecendo as melhores soluções de higiene e bem-estar para o seu dia a dia. Acesse o site: www.sepac.com.br

Deixar um comentário